News Noticias
recent

Por que o perdão é tão importante?

Ao nos questionar sobre o por que o perdão é tão importante? Porque é a graça que livra-nos do reinado dos maus sentimentos (rancor, vingança, desânimo, ódio, revolta, egoísmo, autopiedade, vitimalismo, frustração, ressentimento, mágoa, angústia etc.). Quando os maus sentimentos dominam, o pior do ser humano se revela, e desencadeia uma série de males físicos e psíquicos aqueles que os carregam. Deus criou cada um de nós para o amor e é amando que se chega ao perdão, pois sem este não existe o dom de perdoar. 

"A dificuldade do perdão não depende só dos acontecimentos atuais. A história carrega consigo um pesado fardo de violências e conflitos, de que não é fácil desembaraçar-se. Prepotências, opressões, guerras fizeram sofrer inumeráveis seres humanos, e, ainda que as causas desses fenômenos dolorosos se percam em tempos remotos, os seus efeitos permanecem vivos e dilacerantes, alimentando medos, suspeitas, ódios e divisões entre famílias, grupos étnicos, povos inteiros. São dados reais, que submetem a dura prova a boa vontade de quem desejaria subtrair-se ao seu condicionamento. E, contudo, continua a ser verdade que não se pode ficar prisioneiro do passado: os indivíduos e os povos têm necessidade de uma espécie de « purificação da memória », a fim de que os males de ontem não voltem a repetir-se. Não se trata de esquecer o sucedido, mas de o reler com sentimentos novos, aprendendo precisamente das experiências sofridas que só o amor constrói, enquanto o ódio produz devastação e ruínas. É preciso substituir a repetividade sufocante da vingança pela novidade libertadora do perdão." (Papa João Paulo II - XXX Dia mundial da Paz, 1997.)

O perdão é importante para a vida espiritual porque envolve o amor. Quem não perdoa, atrofia a sua capacidade de amar. Mas por que é tão difícil fazê-lo? Porque, além de não sermos nem anjos nem animais – mas um composto de corpo e alma –, por conta do pecado original, tendemos a olhar para o mundo externo como para um inimigo. De fato, 'o demônio convenceu Adão e Eva de que o próprio Deus era seu inimigo.' (Gn 3, 4-5) Por isso, o homem se fecha e tem dificuldades em perdoar e amar.

Podemos modificar esta realidade com "o perdão, na sua forma mais autêntica e elevada, é um ato de amor gratuito. Mas, precisamente enquanto ato de amor, ele tem também as suas exigências intrínsecas: a primeira delas é o respeito da verdade. Só Deus é verdade absoluta. Todavia, Ele deixou o coração humano aberto ao desejo da verdade, que depois revelou em plenitude no Filho encarnado. Por conseguinte, todos são chamados a viver na verdade."  (Papa João Paulo II - XXX Dia mundial da Paz, 1997.)

Perdoemos e peçamos perdão! Enquanto louvamos a Deus que, no seu amor misericordioso, suscitou na Igreja uma maravilhosa messe de santidade, de ardor missionário, de total dedicação a Cristo e ao próximo, não podemos deixar de reconhecer as infidelidades ao Evangelho, nas quais incorreram alguns dos nossos irmãos (...). (Papa João Paulo II - Homilia no Dia do Perdão, 2000.)


A importância de perdoa passa pela decisão de amar. Ao continuar lutando contra nossos impulsos pecaminosos e de anti perdão o papa Francisco nos exorta que: "«Deus não perdoa com um decreto mas com uma carícia». E com a misericórdia «Jesus vai também além da lei e perdoa acariciando as feridas dos nossos pecados»." 

Oremos:

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Deus, Pai de amor e bondade, que em Sua infinita misericórdia acolhe todos os que se aproximam de Vós com o coração arrependido, acolhei meu pedido de perdão por tantas faltas cometidas contra Ti e meus irmãos.

Senhor Jesus Cristo, Mestre da ternura e do amor, que devolveu a vida em plenitude a tantos homens e mulheres imersos no pecado e caminhantes das trevas, conduzi-me nos caminhos do perdão e fortalecei minha alma para que eu tenha a humildade de pedir perdão e a misericórdia de saber perdoar.

Espírito Santo, Consolador da alma, Advogado dos justos e Paráclito do amor, inspirai em meu coração gestos de bondade e ternura, que devolvam aos corações angustiados a beleza do perdão e as graças da reconciliação.

Amém.

"Deus vos abençoe!!!"
Fundador Gleydson do Blog Verbo Pai

Verbo Pai

Verbo Pai

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.