News Noticias
recent

Divina Eucaristia



"Eis agora a instituição do augusto sacrifício. Momento solene! Sou a hora do Amor. É a páscoa mosaica que se consome; é o Cordeiro real que substitui o figurativo; é o Pão da Vida, o Pão do Céu, que toma o lugar do maná do deserto. Tudo está preparado. Os Apóstolos, a quem o Mestre acaba de lavar os pés, estão puros. Jesus senta-se modestamente à mesa, pois era mister participar da nova Páscoa sentado, repousando em Deus. Faz-se, em torno, grande silêncio. Os Apóstolos, atentos, observam tudo. Jesus recolhe-se em si mesmo, toma o Pão nas suas Mãos Santas e veneráveis, eleva os Olhos ao Céu e, dando graças a seu Pai por ter chegado a hora ansiosamente esperada, estende a Mão e benze o Pão… E, enquanto os Apóstolos, penetrados de profundo respeito, não ousam perguntar a significação desses símbolos tão misteriosos, Jesus pronuncia estas palavras arrebatadoras, tão poderosas como a palavra criadora: “Tomai e comei, isto é o meu Corpo. Tomai e bebei, isto é o meu Sangue”. É o mistério do Amor que se consuma. É Jesus que cumpre com sua palavra. E nada mais lhe restando a dar que sua Vida mortal na Cruz, Ele a dará, para depois ressuscitar e tornar-se nossa Hóstia perpétua de propiciação, Hóstia de Comunhão, Hóstia de adoração. O Céu extasia-se à vista desse mistério. A Santíssima Trindade contempla-o com amor. Os Anjos o adoram, tomados de admiração. Os demônios têm frêmitos de raiva nos infernos. Sim, Jesus, tudo está consumado! Nada mais tendes a dar ao homem para lhe provar vosso Amor. Agora podeis morrer, e, na própria Morte, não nos deixareis. Vosso Amor eternizou-se na terra. Voltai ao Céu de vossa Glória; a Eucaristia será o Céu de vosso Amor."(São Pedro Julião Eymard [A Divina Eucaristia: Extratos dos Escritos e Sermões de São Pedro Julião Eymard. Tradução do francês de Mariana nabuco. Volume 1 (A Presença Real). São Paulo: Servas do Santíssimo Sacramento da Adoração Perpétua: Distr. Loyola de livros: Palavra e prece Ed. Ltda., 2007. p. 37].)

"Continuai sempre a fortificar-vos com o Pão dos fortes, pois a Santa Comunhão é o fim da vida e a sua perfeição, é a devoção régia que a tudo substitui. É-vos o magno exercício das virtudes cristãs, o sumo ato do amor, o orvalho matutino. É preciso, por conseguinte, chegar-vos à Santa Comunhão como à Graça soberana de santificação, como uma criança meiga, que nada tem, como um pobre de verdade, que de tudo carece e a quem Nosso Senhor se quer dar em sua predileção." (São Pedro Julião Eymard Vol. 5, p. 174).

"Maria Mulher Eucaristica!!!"
Fundador Gleydson do Blog Verbo Pai
Verbo Pai

Verbo Pai

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.