News Noticias
recent

Os Frutos do Espírito


O Espírito de Deus está em nós. Ele age em nós, mas muitas vezes nos deixamos conduzir pela carne, pelos nossos projetos humanos, nossas vaidades e começamos a destruir as pessoas que estão ao nosso redor. Na carta de São Paulo aos Gálatas esta escrito:
"Vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Não abuseis, porém, da liberdade como pretexto para prazeres carnais. Pelo contrário, fazei-vos servos uns dos outros pela caridade, porque toda a lei se encerra num só preceito: Amarás o teu próximo como a ti mesmo (Lv 19,18). Mas, se vos mordeis e vos devorais, vede que não acabeis por vos destruirdes uns aos outros. Digo, pois: deixai-vos conduzir pelo Espírito, e não satisfareis os apetites da carne. Porque os desejos da carne se opõem aos do Espírito, e estes aos da carne; pois são contrários uns aos outros. É por isso que não fazeis o que quereríeis. Se, porém, vos deixais guiar pelo Espírito, não estais sob a lei.

Ora, as obras da carne são estas: fornicação, impureza, libertinagem, idolatria, superstição, inimizades, brigas, ciúmes, ódio, ambição, discórdias, partidos, invejas, bebedeiras, orgias e outras coisas semelhantes. Dessas coisas vos previno, como já vos preveni: os que as praticarem não herdarão o Reino de Deus! Ao contrário, o fruto do Espírito é caridade, alegria, paz, paciência, afabilidade, bondade, fidelidade, brandura, temperança. Contra estas coisas não há lei. Pois os que são de Jesus Cristo crucificaram a carne, com as paixões e concupiscências. Se vivemos pelo Espírito, andemos também de acordo com o Espírito. (Gálatas 5, 13-25)"

Isso não quer dizer que Deus deixou de agir em nós, de realizar seus milagres em nós, mas somos nós que nos fechamos à ação de Deus e ficamos na nossa vontade própria.
Quando nós nos voltamos a Deus e deixamos seu Espírito agir em nós começamos a realizar frutos a ter uma intimidade maior com o Senhor.

Muitas vezes nos encontramos tristes, cansados, desanimados, sem forças para reagir e uma palavra de alguém faz com que nós nos alegremos e comecemos uma vida nova. Esta pessoa foi usada pelo Espírito Santo e realizou em nós, por esse Espírito, uma obra de misericórdia. O fruto do Espírito é aquele que faz florescer a graça de Deus na minha vida, é aquele que Deus dá para sejamos edificados. “Porque toda a lei se encerra num só preceito: Amarás o teu próximo como a ti mesmo (Lv 19,18).” Você tem que ser canal do Espírito, tem que ser canal de graças e benções é tem que ser sinal de alegria, mas precisa para isso ter amor ao próximo.

Quando não produzimos os frutos do Espírito acreditamos em qualquer coisa, em seitas diversas e nos sentimos aliviados momentaneamente, mas nos tornamos prisioneiros do homem. “Maldito o homem que confia em outro homem”. Assim, as famílias se tornam prisioneiras, a sociedade se torna prisioneira destes aproveitadores de pessoas. Você tem amado, principalmente, aqueles que te rejeitam? Até mesmo seus inimigos?
Santo Agostinho já dizia: “ai daqueles que se fecham”.
"Por isso enquanto temos tempo, não nos cansemos de fazer o bem, porque ao Seu tempo colheremos, se não relaxarmos".

Deus abençoe você!!!
Fundador Blog Verbo Pai Gleydson
Verbo Pai

Verbo Pai

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.