News Noticias
recent

O que fazer quando um Filho Adolescente quer Começar a Namorar

E aquele momento, que parecia tão distante, chegou. Quando os filhos se apaixonam e querem namorar, muitos pais não sabem como agir. Considerado um momento delicado, pode mexer com todos na família, mas precisa ser encarado de frente e pode ser uma experiência tranquila, se o diálogo e o respeito estiverem acima de outros sentimentos e atitudes. Mas, existe um momento certo para o namoro acontecer?

Para a psicóloga Cintia Becker, os pais sempre acharão que é cedo demais. “Independentemente disso o importante é observar a maturidade do adolescente, quais suas motivações, interesses e expectativas ao buscar um relacionamento.  A abertura dos pais ao diálogo é fundamental para auxiliar o filho nesta reflexão, para que ele se sinta seguro e apoiado para decidir quando é o momento certo”, afirma Cintia. Ela explica que a iniciação amorosa marca uma fase na qual o filho demonstra outros vínculos e interesses afetivos além dos que possui pelos pais, se afasta da vida infantil e caminha para a vida adulta.

Além do estímulo às conversas e a abertura para que os filhos compartilhem sentimentos, é importante os pais tratarem de questões práticas que fazem parte de um relacionamento como sexo, gravidez e doenças sexualmente transmissíveis. Uma boa forma de abordar esse assunto é questionar o quanto o jovem conhece sobre cada tema e se há alguma dúvida.

Nessa conversa, não se pode esquecer dos limites no relacionamento, próprios de cada idade ou estado de vida, e dos valores morais ensinados pela família e aos quais se deve ser fiel. Vale também lembrar que, para um adolescente, essa experiência é totalmente nova, com situações desconhecidas, cheia de inseguranças, expectativas e medos. Neste cenário os pais são a referência mais próxima que um filho pode ter de segurança e guia para enfrentar este caminho.

Confie em você

Passadas as preocupações iniciais, os pais devem encarar a nova fase como algo natural ao crescimento e amadurecimento dos filhos e até como uma nova fase do seu relacionamento com eles, pois a medida que crescem, seus interesses vão mudando e a forma de se relacionarem com o mundo e com os pais também.

Por isso é tão importante construir uma relação desde a infância. “Uma criança com limites bem definidos torna-se uma pessoa segura de si e dos seus pais, pois os têm como referência. Logo, na adolescência, por mais que se revoltem com a falta de autonomia, acatam a autoridade paterna, baseada na relação de amor e confiança anteriormente construída”, avalia Cintia que faz uma recomendação: “lembre-se que construir uma relação é algo que leva tempo, exige planejamento e atos concretos para execução. Para que neste momento especifico da vida do adolescente os pais sejam ouvidos e respeitados dentro de suas considerações, é necessário que ao longo do relacionamento esta autoridade tenha sido construída com base no diálogo, trocas e regras bem definidas.”


"Deus vos abençoe!!!"
Fundador Gleydson do Blog Verbo Pai
Verbo Pai

Verbo Pai

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.