News Noticias
recent

Corpus Christi

Queridos irmãos e irmãs,
 
No Evangelho que acabamos de ouvir, não é uma expressão de Jesus que sempre me impressiona: "Dai-lhes vós de comer" (Lc 9:13). A partir desta frase, eu me deixei ser guiado por três palavras: discipulado, comunhão e partilha.
 
1. Primeiro de tudo: quem são aqueles que dão de comer? A resposta é encontrada no início do Evangelho: trata-se da multidão, a multidão. Jesus está no meio das pessoas, as casas, a conversa, cuidado, mostram a misericórdia de Deus, no meio do que escolhe os Doze Apóstolos, para estar com ele e como ele mergulhar nas situações concretas do mundo. E as pessoas segui-lo, ouvi-lo, porque Jesus fala e age de uma maneira nova, com a autoridade de quem é autêntico e consistente, que fala e age com a verdade, que lhe dá a esperança que vem de Deus, que é a revelação do rosto de um Deus que é amor. E as pessoas com alegria, Deus te abençoe
 
Esta noite estamos a multidão do Evangelho, que também se esforçam para seguir a Jesus para ouvi-lo, entrar em comunhão com Ele na Eucaristia, para acompanhá-lo a acompanhar-nos e por quê. Perguntemo-nos: como eu seguir a Jesus? Jesus fala em silêncio no mistério da Eucaristia e cada vez nos lembra que segui-lo significa sair de nós mesmos e fazer a nossa vida não é nossa posse, mas um presente para ele e para os outros.

2. Vamos dar um passo em frente: onde é que o convite que Jesus faz aos seus discípulos para alimentar a multidão a si mesmos? Baseia-se em dois elementos: primeiro, a multidão que seguia Jesus, é em campo aberto, longe de áreas habitadas, enquanto é noite, e, em seguida, pela preocupação de que os discípulos pediram a Jesus que despede a multidão, para entrar em países vizinhos para encontrar alimentação e hospedagem (cf. Lc 9:12). Diante da necessidade da multidão, aqui está a solução dos discípulos, todo mundo pensa em si mesmo, descartando a multidão! Every Man for Himself, envia a multidão! Quantas vezes nós, cristãos, temos esta tentação! Nós não nos importamos de as necessidades dos outros, dispensando-os com um lamentável, "Deus te ajude", ou com um não tão lamentável: "O destino feliz", e se você não vê mais ... Mas a solução de Jesus vai para outro direção, uma direção que surpreende os discípulos: "Dai-lhes vós de comer." Mas como é que estamos a alimentar uma multidão? "Temos apenas cinco pães e dois peixes, salvo se nós formos comprar comida para todo este povo" (Lc 9:13). Jesus, porém, não desanima pede aos discípulos com capacidade para pessoas da comunidade de cinqüenta pessoas, levanta os olhos para o céu, a bênção, partiu os pães, e dá-los aos discípulos para distribuí-los (cf. Lc 9:16). É um momento de profunda comunhão: a multidão saciada pela palavra do Senhor, é agora alimentado pelo pão de sua vida. E todos foram cheios, escreve o evangelista (cf. Lc 9:17).

Esta noite, somos em torno da mesa do Senhor, a mesa do Sacrifício Eucarístico, no qual ele dá-nos mais uma vez o seu corpo, torna presente o único sacrifício da Cruz. E 'na escuta da sua Palavra, na disciplina do seu Corpo e do seu Sangue, para que Ele nos faz passar de comunidades de acolhimento, da obscuridade para a comunhão. A Eucaristia é o sacramento da comunhão, que nos traz para fora do individualismo para viver juntos o seguinte, a fé nEle, então todos nós devemos perguntar a nós mesmos diante do Senhor: Como faço para viver a Eucaristia? A viver anonimamente ou como um momento de verdadeira comunhão com o Senhor, mas também com todos os nossos irmãos e irmãs que compartilham a mesma mesa? Como são as nossas celebrações eucarísticas?
 
3. Um elemento final: onde é que a multiplicação dos pães? A resposta está no convite de Jesus aos seus discípulos: "Você dá ...", "dar", compartilhe. Qual a percentagem discípulos? O pouco que eles têm: cinco pães e dois peixes. Mas é precisamente aqueles pães e peixes que alimentam pobres nas mãos de Deus toda a multidão. E é que os discípulos perplexos pela incapacidade de seus meios, à pobreza do que eles podem disponibilizar para acomodar as pessoas fazer e distribuir - confiando na Palavra de Jesus - os pães e os peixes que se alimentam da multidão. E isso nos diz que na Igreja, mas também na sociedade, a palavra-chave que não precisamos temer é "solidariedade", sabendo como colocar, ou seja, à disposição de Deus que temos, a nossa humilde capacidade, pois só na partilha, no presente, nossa vida será frutífera, vai dar frutos. Solidariedade: uma palavra desaprovada pelo espírito do mundo!
 
Hoje à noite, mais uma vez, o Senhor distribui para nós o pão que é seu corpo, ele faz um presente. E também estão experimentando a "solidariedade de Deus" com o homem, uma solidariedade que nunca se esgota, uma solidariedade que não cessa de nos surpreender: Deus se aproxima de nós no sacrifício da Cruz é reduzida entrar na escuridão da morte para nos dar sua vida, que vence o mal, do egoísmo e da morte. Jesus esta noite se dá a nós na Eucaristia, compartilhar o nosso mesmo caminho, ao contrário, é comida, comida de verdade que sustenta a nossa vida, mesmo nos momentos em que as coisas ficam difíceis, os obstáculos diminuir os nossos passos. E o Senhor na Eucaristia faz-nos seguir o seu caminho, o do serviço, da partilha, da doação, eo pouco que temos, o pouco que somos, se compartilhado, torna-se riqueza, porque o poder de Deus, que é o de 'amor, cai na nossa pobreza para transformá-la.
 
Em seguida, perguntar-nos esta noite, adorando a Cristo realmente presente na Eucaristia: deixar-me transformar por Ele? Eu deixei o Senhor que se dá para me, guia-me para sair mais e mais da minha pequena cerca, para sair e não tenha medo de dar, de partilhar, de amá-Lo e os outros?
 
Irmãos e irmãs: discipulado, comunhão e partilha. Rezemos para que a participação na Eucaristia provocar-nos sempre a seguir o Senhor a cada dia, ser instrumentos de comunhão, para compartilhar com Ele e com o próximo o que somos. Então, nossa vida será verdadeiramente fecundo. Amém.
 
 Fonte: Vatican.va

"Deus vos abençoe!!!"
Fundador Gleydson do Blog Verbo Pai
Verbo Pai

Verbo Pai

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.