News Noticias
recent

A Aversão ao Sacrifício



O relativismo está se tornando uma ditadura, porque, hoje, todos têm o direito de dizer o que quiser, menos quem é católico de verdade. Todos os hereges malucos podem dizer o que pensam, só nós não temos o direito de dizer que Maria é virgem, que ser casto é bonito, que o Papa é infalível, que a Igreja Católica é de Jesus Cristo.

Em nossos irmãos estão vivendo uma liberdade sem Deus na escravidão do pecado e deusando o seus corpos. O Papa Leão XIII nos exorta: "O segundo mal funestíssimo, que Nós nunca deploraremos bastante, porque ele sempre mais difusa e ruinosamente envenena as almas, é a tendência a fugir da dor e a afastar por todos os meios as adversidades. De feito, a maioria dos homens não consideram mais, como deveriam, a serena liberdade de espírito como um prêmio para quem exercita a virtude e suporta vitoriosamente perigos e trabalhos; mas excogitam uma quimérica perfeição da sociedade, em que, removido todo sacrifício, se deparem todas as comodidades terrenas. Ora, este agudo e desenfreado desejo de uma vida cômoda debilita fatalmente as almas, que, mesmo quando não se arruínam totalmente, ficam, sem embargo, tão enervados, que primeiro cedem vergonhosamente em face dos males da vida, e depois sucumbem miseravelmente." (Carta Encíclica Laetitiae Sanctae de sua Santidade Papa LEÃO XIII, 8 de Setembro de 1893)

Muitos falam que nós católicos não somos intolerantes. Se você não quer ser católico, fique sua sua, pois você está cheio de direitos. Mas deixe em paz quem quer ser! É esta a realidade, e o cardeal Joseph Ratzinger nos mostrou exatamente isso: o que é ou não católico.

Ainda hoje sofremos quando acreditamos nas coisas da Igreja, é por isso que esse Papa maravilhoso de Deus nos deu um grande presente. Em 2012 teremos o ano da fé, por isso temos de preparar nossas baterias para viver esse ano. E o que o Papa ele quer que façamos? Que estudemos o Catecismo.

Ser fiel a Deus, aos nossos princípios, a quem amamos, é o primeiro passo para encontrarmos a felicidade, pois a fidelidade e a felicidade caminham juntas. É impossível ser feliz sem ser fiel." Eis aí a esperança que nos sorri. É ela que, no meio de tantas calamidades públicas, nos guia e profundamente nos consola."(Papa Leão XII)

A mídia tem nos apresentado uma afetividade totalmente deformada, na qual o que importa é ser feliz, independente dos meios que você use. Não importa se vai ferir seus princípios éticos e morais, o importante é ser feliz a qualquer preço.

E essa compreensão nos faz enxergar o verdadeiro sentido dos erros que muitas vezes cometemos sem ter noção das consequências. Não tenha pressa, Deus tem um tempo para tudo na nossa vida. Ele utiliza de pedagogias diferentes para chegar até nosso coração, por isso, cabe a nós termos paciência e, principalmente, fé para sermos fortes.

O mundo sempre nos ofereceu e continua oferecendo todas as facilidades para continuarmos vivendo em meio ao pecado. Mas a experiência a que Deus o convida hoje é a de se deixar ser conquistado por Ele. Abra-se para esse amor e experimente o cuidado e a proteção do Pai.



"Deus vos abençoe!!!"
Fundador Gleydson do Blog Verbo Pai
Verbo Pai

Verbo Pai

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.