News Noticias
recent

Ou você abraça sua Cruz ou foge dela.



Nesta segunda-feira notei que muitas pessoas ando correndo e até mesmo se escondendo de Cristo Jesus. Por motivos fortuitos e até sem motivo, o maior de toda causa do se esconder e a Cruz de Jesus. A razão que nos leva a pensar que sofrer por amor não vale a pena. Segundo São Padre Pio, ele nos orienta dizendo que "Deus permite-nos descobrir quem nós somos pouco a pouco. Na realidade, é inconcebível para mim como para qualquer um com inteligência e com uma consciência possa ficar orgulhoso." Ao olhar um Deus que nos ama numa Cruz.

Na verdade a maturidade humana se mede diante da capacidade que a pessoa tem de experimentar o sofrimento e transformá-lo numa coisa positiva. Existe dois tipos de adulto, aquele que sofre e se torna algo destruidor, transformando em coisas que fazem mal a ele (depressão), ou aquele que sofre e é capaz de transformar aquilo em cruz que o leva a ressurreição. Ou você abraça sua cruz e corre para ressurreição, ou você foge da cruz e morre esmagado por ela.

Jesus olha para sua vida, dando a vida, nós precisamos dar a vida, amar. O que complica nesta vida é não enxergarmos o amor de Deus. Se você está amando os outros, Deus te amou primeiro. O olhar complicado é da pessoa que não abre o olho para ver o amor de Deus em primeiro lugar. Muitos acham que amam primeiro, e então se cansam de amar, e quer somente ser amado. Isso é um olhar complicado.

Logo se pensa que o olhar do amar é somente receber o amor, mais Jesus quando subiu na cruz nos mostrou que é também dar-se por amor. Não adiantaria nada conseguir tudo isso e perder o meu céu sem ao menos se dedicar a levar o meu próximo ao céu. Com simplicidade vou preparar o meu céu e o teu céu não só, mais juntos. Para chegar à isto precisa passar pelo martírio da Cruz.

"O madeiro da cruz tornou-se o instrumento para a nossa redenção, precisamente como a árvore da qual tinha sido tirado dera origem à queda dos nossos antepassados. O sofrimento e a morte, que eram consequências do pecado, tornaram-se o próprio instrumento através do qual o pecado foi derrotado. O Cordeiro inocente foi sacrificado no altar da cruz e, no entanto, da imolação da vítima nasceu uma vida nova: o poder do maligno foi destruído pelo poder do amor que se sacrifica a si mesmo." (Santa Missa com os Sacerdotes, Religiosos, Religiosos, Religiosas, Diáconos, Catequistas e Movimentos Eclesiais de Rito Latino - Homilia do Papa Bento XVI, 5 de Junho de 2010)

Muitos de nós não fazemos sacrifícios agradáveis a Deus porque perdemos a nobreza de nosso chamado. Aos que tem fé cabe esta nobreza e graça de olhar a Cruz e abraçar. A nobreza do nosso chamado nos vocaciona a sairmos das trevas para a luz. Quem não acredita transforma a pedra angular em pedra de tropeço, este é o mau uso da liberdade, porque a pessoa escolheu em não acreditar.

"Portanto, a cruz é algo maior e mais misterioso do que, à primeira vista, possa parecer. Indubitavelmente, é um instrumento de tortura, de sofrimento e de derrota, mas ao mesmo tempo manifesta a transformação completa, a desforra sobre estes malefícios, e isto faz dele o símbolo mais eloquente da esperança que o mundo jamais viu."(Santa Missa com os Sacerdotes, Religiosos, Religiosos, Religiosas, Diáconos, Catequistas e Movimentos Eclesiais de Rito Latino - Homilia do Papa Bento XVI, 5 de Junho de 2010)

"Deus vos abençoe!!!"
Fundador Gleydson do Blog Verbo Pai
Verbo Pai

Verbo Pai

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.