News Noticias
recent

Uma História de amor com Nossa Senhora de Fátima


Como é importante contemplar­mos o mistério da presença de Maria em nossa vida, recordando fatos que ela marcou em nossa história. Já dizia um compositor: “Recordar é viver.”

Começo lembrando do meu nas­cimento, nasci na cidade de São Pau­lo, no dia 27 de Dezembro, dia de São João Evangelista, o díscipulo que levou Maria para casa; desde o meu nascimento sou chamada a ser uma testemunha viva do amor de Deus, como os apóstolos e Maria, a ser íntima de Jesus e a amá-Lo acima de tudo.

Meus pais educaram os seis filhos: Lourdes, João, Laura, Maurício, Ma­rina e Francisco na religião católica e nos levaram, desde crianças, à Igreja Nossa Senhora de Fátima. Meu pai era da Irmandade do Santíssimo Sa­cramento e sempre cantava músicas sertanejas nas quermesses da nossa paróquia.

Lembro-me dos terços que rezáva­mos em nossa casa e nos vizinhos, e das grandes festas para Nossa Senho­ra de Fátima no dia 13 de maio. Com gratidão, recordo-me, também, dos missionários Capuchinos que vinham em nossa paróquia e iam pelas ruas do bairro, rezando o rosário e fazendo ações missionárias. Vejo que ali foi uma semente lançada no meu ser mis­sionário, que foi regada pelos padres e freiras missionárias da Consolata, e vivida hoje como missionária da Co­munidade Canção Nova, na casa dos Estados Unidos.

Quando meu irmão entrou para o seminário conheci a família de um outro seminarista cuja mãe, Ormezinda, era um exemplo de mulher, muito piedosa, que diante dos meus olhos de criança tinha muita se­melhança com a Mãe de Deus. Ela e a minha mãe eram amigas e devotas de Nossa Senhora de Fátima. Rezavam juntas os terços nas casas, como interces­soras dos seminaristas da nossa paróquia, e eu sempre as acompanhava. A minha mãe, depois que ficou viúva, começou a participar da Legião de Maria, e ela sempre diz que, os terços que rezava nas casas dos doentes e a sua devoção à Nossa Senhora de Fátima minimizavam o seu sofrimento.

Recordando a minha história com Nossa Senhora de Fátima posso reco­nhecer que Ela me trouxe para a Canção Nova, porque somos a Casa de Maria. A nossa relação com Maria não é somente de devoção, mas de um filho muito ama­do. Somos filhos da Casa de Maria. Ela é nossa Mãe e cuida de nós! Quando estou passando por momentos dificéis, sofrendo ou doente, faço esta oração, que aprendi com com a minha mãe:

“À vossa proteção nos acolhemos, Santa Mãe de Deus! Não desprezeis as sú­plicas que se elevam de nós que estamos na provação!”.

Mãe, confio em ti hoje e sempre!

Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós.



"As graças serão abundantes para as pessoas que a usarem com confiança”.

“Quero passar o meu céu fazendo o bem sobre a terra”.

“Ninguém me chamará em vão”.

“Não vou ficar ociosa no céu olhando a face de Deus, mas ficarei olhando para a terra para ajudar quem me procura”.


Oração a Nossa Senhora de Fátima

Santíssima Virgem Maria que na Cova da Iria, vos dignastes aparecer a três humildes pastorinhos e lhes revelastes os tesouros de graças contidas na reza do Terço, infundi profundamente na nossa alma o devido apreço que devemos ter por esta devoção, a fim de que, meditando nos mistérios da nossa redenção, aproveitemos dos seus preciosos frutos e alcancemos as graças que vos pedirmos nesta devoção, se forem para a maior glória de Deus, honra vossa e salvação das nossas almas.

Amém.

Deus abençoe você!!!
Fundador Gleydson do Blog Verbo Pai
Verbo Pai

Verbo Pai

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.