News Noticias
recent

Perdão



Deus é misericordioso para com os pecadores e o seu modo de agir deve ser imitado por nós. O Senhor perdoa todas as nossas culpas porque "é compaixão e piedade, lento para a cólera e cheio de amor". Fecha os olhos para não ver mais os nossos pecados, esquece-os, lançando-os atrás de si. Nisto consiste a tradição sapiencial bíblica.

Mas veja só como o coração de Deus é misericordioso a palavra coração vem do latim cordis, e dela derivam outras, como misericórdia(miseri-cordis), que significa: sentir com a alma toda miséria do outro; concórdia: harmonia de sentimentos; contrição: aperto no coração provocado pelo arrependimento. Com efeito, escreve ainda Ben Sirac, conhecendo a nossa pequenez e miséria, Ele "multiplica o perdão". Deus perdoa porque, como qualquer pai, qualquer mãe, quer bem aos seus filhos e, portanto os desculpa sempre, esconde seus erros, dá a eles confiança e os encoraja, sem jamais se cansar.

A fraternidade universal: eis o grande projeto de Deus para a humanidade. Uma fraternidade mais forte que as inevitáveis divisões, tensões, rancores que se insinuam com tanta facilidade devido às incompreensões e aos erros. Muitas vezes as famílias se desagregam porque não sabemos nos perdoar. Às vezes até encontramos gente que ensina a não esquecer as injustiças sofridas, a cultivar sentimentos de vingança… E um rancor surdo envenena a alma e corrói o coração. São pessoas que vivem para semear o ressentimento.

Há quem pense que o perdão é uma fraqueza. Não! Ele é a expressão de uma coragem extrema; é a misericórdia que se manifestando atravéz do amor, o mais autêntico por ser o mais desinteressado. "Se amais aos que vos amam, que recompensa tereis?" - diz Jesus. Isto todos nós sabemos dês da infância. "Mas vós, deveis amar os vossos inimigos".

"Perdoai-vos mutuamente" nisto consiste o amor de Deus, “Perdoar é Curar, Curar é Perdoar”. O amor recíproco exige, de certo modo, um esforço sobre natural do homem que não sabe amar "Perdoa a teu próximo a injustiça cometida; então, quando orares, teus pecados serão perdoados".

Estas palavras não só nos convidam a perdoar, mas nos recordam que o perdão é a condição necessária para que também nós possamos ser perdoados. Deus nos ouve e nos perdoa na medida em que soubermos perdoar. O próprio Jesus nos exorta: "Com a medida com que medis sereis medidos". "Felizes os misericordiosos porque alcançarão misericórdia". De fato: se o coração estiver endurecido pelo ódio, nem sequer será capaz de reconhecer e de acolher o amor misericordioso de Deus.

Compenso uma atitude de rejeição instintiva do outro, com uma atitude de plena acolhida, de misericórdia sem limite, de perdão completo, de partilha, de atenção para com as suas necessidades. Então também eu, quando elevar minha oração ao Pai, sobretudo quando lhe pedir perdão pelos meus erros, verei o meu pedido ser atendido. Poderei dizer com plena confiança: "Perdoa-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido".

Deus te abençoe!!!
Fundador Gleydson do Blog Verbo Pai
Verbo Pai

Verbo Pai

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.