News Noticias
recent

Exercito de Adoradores



Neste dia de adoração venho lembra do santo ângelus de 26 de Dezembro de 2006 quando o santo papa nos diz: "Santo Estêvão foi o primeiro que seguiu os passos de Cristo com o martírio; morreu, como o divino Mestre, perdoando e rezando pelos seus algozes (cf. At 7, 60).(1)" Foi assim que a igreja começa a viver o cristianismo venerando os santos e os mártires com um único intuito de servir a Deus com alegria.
Ao contrario dos que pensam somos realmente adoradores, ou melhor, loucos pelo santo corpo de Deus chagados mais ressuscitado. Trata-se de uma multidão inumerável, de pessoa que hoje prosta diante de Deus e é chamado a ser "o cândido exército dos mártires", martyrum candidatus exercitus.

Não incuti tristeza, mas o entusiasmo espiritual que suscita sempre novos cristãos. Para nós cristãos Católicos este dia e sempre um dia especial lembrando sempre que cada dia somos chamados a viver um a vida de adoração perpetua. O papa João Paulo II nos falava que não existe paz sem o amor e não existe o amor sem a paz.

Compreende-se então o vínculo que existe entre a vida imortal "dies natalis" de Cristo e a vida o dies natalis de Santo Estêvão. E um renascer para os Cristãos do nosso tempo ser "É nesse corpo que a vida de Cristo se difunde nos que crêem, unidos de modo misterioso e real, por meio dos sacramentos, a Cristo padecente e glorioso. Com efeito, pelo Batismo somos assimilados a Cristo; «todos nós fomos batizados no mesmo Espírito, para formarmos um só corpo»"(1 Cor. 12,13).(2)

E sendo assim somos verdadeiros co-herdeiros do amor do Pai que nos da na santa Eucaristia o milagre da vida eterna. "Se Jesus não tivesse nascido na terra, os homens não teriam podido nascer no Céu. Precisamente porque Cristo nasceu, nós podemos "renascer"!(2)" Por isto a adoração é um meio pela qual e tido em grande repeito por todos na igreja e um tempo de ter uma particularidade com o Senhor e vivencia o ardor da pobreza perante a Deus Eucarístico.

Não se trata, porém, de um sentimento vago, mas de uma realidade de adoração profunda com o Senhor que atravez do tempo anima todos pela caridade. Por isso a uma comunhão fraterna entre o céu e a terra, quase por unanimidade, que se vivencia na adoração Eucarística.

Notas
1. Mensagem da festa de Santo Estêvão pelo Papa Bento XVI.

2. Constituição dogmática lumen gentium sobre a igreja.


Deus te abençoe!!!
Fundador Gleydson do Blog Verbo Pai
Verbo Pai

Verbo Pai

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.