News Noticias
recent

Dizer “sim” a um salto de fé


Às vezes, dizer não a uma nova atividade ou ideia é a resposta mais fácil, mais confortável, mas um bravo sim tem o poder de abrir um mundo de novas oportunidades.

O poder do sim, percebamos ou não, está escondido em todos os lugares e, muitas vezes, no cotidiano aparentemente banal. Pode ser em uma história que você ouviu de uma amiga sobre quando ela tentou escalar pela primeira vez. Pode ser quando você disse sim a um primeiro encontro inesperado ou a uma pedido de casamento. Ou talvez quando você leu sobre a palavra sim em um poema, em livros de auto-ajuda ou testemunhos. A verdade é que nós dizemos sim a um monte de coisas todos os dias (sim, eu quero café da manhã; sim, eu vou para a academia com você; sim, eu vou ajudá-lo com esse projeto de trabalho difícil). Mas são as grandes coisas – o novo, o assustador, ou as coisas diferentes, onde os nãos começam a aparecer, protegendo-nos do desconfortável desconhecido. É um reflexo, mas pode ser superado.

Na verdade, dizer “sim” a uma coisa realmente difícil muitas vezes implica muito mais. Esse foi um sentimento discutido pelo Papa Francisco em sua celebração da Festa da Anunciação, marcando o dia em que Maria deu o mais difícil “sim” de todos.

“É o ‘sim’ de Maria que abre a porta ao sim de Jesus: ‘Eu venho para fazer a Tua vontade’, este ‘sim’ que acompanha Jesus toda a vida, até a Cruz”, comentou o Papa. Ao final, os atos se somam e apontam para um “sim” maior.

Embora sejam de uma magnitude muito menor, os sim que enfrentamos todos os dias também não são fáceis. É assustador, especialmente se saímos de nossas zonas de conforto para enfrentar algo realmente difícil – mudar de carreira, cuidar de uma pessoa difícil, dar mais do nosso tempo ou dinheiro, adotar uma criança, iniciar um compromisso ou envolver-se em uma causa, mudar-se para uma nova cidade ou país, dar grandes passos em direção a um sonho ou desejo…

Assim como o Papa pediu para todas as pessoas “a graça de entrar neste caminho de homens e mulheres que souberam dizer ‘sim’”, aqui estão alguns passos nessa direção

Mantenha seu espírito preparado

Boas coisas acontecem quando dizemos sim a coisas boas e oportunidades que a vida tem para oferecer. Mas é mais fácil aceitar coisas novas se você está vindo de um contexto de preparação e coragem. Se tiver dificuldade em dizer sim a coisas desafiadoras, mesmo que elas te seduzam, tente meditar sobre alguns desses versos:

Sejam fortes e corajosos! Não tenham medo, nem fiquem apavorados diante delas, porque Javé, o seu Deus, é quem vai com você. Ele não o deixará, e jamais o abandonará. (Dt 31,6)

Sejam fortes, tenham força em seus corações, todos vocês que esperam por Javé. (Sl 31,25)

Sejam vigilantes, permaneçam firmes na fé, ajam com coragem, sejam fortes. (1Cor 16,13)

Reze como o Papa faz para ter a graça de seguir o caminho do sim.

Pratique

Como com qualquer coisa, praticar dizer sim leva à perfeição. Se quisermos ser capazes de dizer sim a grandes coisas, devemos começar pelas pequenas coisas. Existem pequenas solicitações que caminham em sua direção que te deixa intrigado ou nervoso? Talvez seja apenas uma viagem ou uma visita a uma causa? Talvez a biblioteca ou faculdade da comunidade local ofereça um curso que você esteja querendo fazer? Diga sim. E deixe as experiências ajudarem a moldar quando você for dizer sim no futuro.

Não hesite

Mesmo que se diga que a prática leva à perfeição, não espere que tudo seja perfeito antes de dizer sim. David Hendricks, terapeuta de Chicago, adverte clientes contra o perfeccionismo. De acordo com Hendricks, a característica definidora de uma pessoa satisfeita é aquela para quem “suficientemente bom” é uma meta razoável.

Se esperarmos a hora perfeita de avançar, nunca daremos um passo. Mas se aceitarmos o “bom o suficiente”, então agora é geralmente um momento tão bom quanto qualquer outro.

Aprenda a dizer não

Responder afirmativamente é maravilhoso, mas há uma linha sutil, é claro: esta filosofia não é sobre concordar com tudo. Trata-se de dizer “sim” aos nossos sonhos, experiências e oportunidades, às inspirações místicas que agitam nossos corações, nossas almas e nossas mentes. E esses chamados para o sim podem até mesmo exigir um pouco de atenção e tempo extra. Assim, parte de ser capaz de dizer sim às oportunidades da vida significa dizer não a outras coisas.

Então, talvez antes de sermos capazes de celebrar a “vida sim”, precisamos passar algum tempo dizendo não a coisas ou pessoas que matam a nossa alegria, tomam o nosso tempo e esgotam nossa energia. Ao dizer não para as coisas da vida que não deveríamos estar fazendo, deixaremos tempo e espaço para o sim.

Isto significa que precisamos de uma “peneira”, um sistema para nos ajudar a classificar os não dos sim.

Dra. Diane Magrane escreve: “no início de minha carreira e com algumas cicatrizes de batalha no meu aprendizado, aprendi a dizer sim a ofertas que me permitiram aumentar minhas habilidades e rede de trabalho dentro das minhas paixões e responsabilidades. Aprendi a dizer não quando a oferta não era interessante, não oferecia oportunidades de aprender ou conhecer novas pessoas, e especialmente quando a tarefa tomava o pouco tempo pessoal que tinha com a família, sem nenhum benefício em troca”.

Dra. Magrane prossegue: “aprendi a dizer ‘não, obrigado’ para mim mesma, mas sempre pensando em uma ou duas pessoas para as quais tal oferta pudesse levar a um sim”. E isso é um lembrete bonito para levar com você em momentos de fraqueza: mesmo em nosso não, temos a oportunidade de dizer sim – como o nosso não nos libera para dizer sim a outras coisas.

Autora:
Caryn Rivadeneira é o autor de cinco livros e colunista Her.meneutics e ThinkChristian. Ela vive em Chicago com o marido, três filhos e um pit bull. Visite-a em carynrivadeneira.com.

"Deus vos abençoe!!!"
Fundador Gleydson do Blog Verbo Pai
Verbo Pai

Verbo Pai

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.