News Noticias
recent

No clima de alegria do Natal

Queridos irmãos e irmãs, bom dia.

Você não tem medo da chuva, você é bom!

A liturgia da solenidade do Natal se estende por oito dias, um tempo de alegria para todo o povo de Deus! E no segundo dia da oitava, na alegria do Natal faz parte da festa de Santo Estêvão, o primeiro mártir da Igreja. O livro de Atos apresenta-o como "um homem cheio de fé e do Espírito Santo" (6:5), escolhidos com seis outros para o serviço de as viúvas e os pobres na primeira comunidade de Jerusalém. Ela nos diz sobre o seu martírio, quando, depois de um discurso inflamado que despertou a ira dos membros do Sinédrio, foi arrastado do lado de fora das muralhas da cidade e apedrejado. Stephen morreu como Jesus, pedindo perdão para os seus algozes (7,55-60).

No clima de alegria do Natal, esta comemoração pode parecer fora de lugar. Na verdade, o Natal é a celebração da vida e nos dá sentimentos de serenidade e paz, por perturbar o encanto com a memória de uma violência tão terrível? Na verdade, a perspectiva da fé, a Festa de Santo Estêvão está em plena harmonia com o significado mais profundo do Natal. No martírio, na verdade, a violência é superado pelo amor, a morte da vida. A Igreja vê no sacrifício dos mártires de seu "nascimento para o céu." Então, hoje nós celebramos o "nascimento" de Stephen, que brota das profundezas Natividade de Cristo. Jesus transforma a morte daqueles que o amam no amanhecer de uma nova vida!

No martírio de Estêvão está jogando a mesma comparação entre o bem eo mal, entre o ódio eo perdão, entre delicadeza e violência, que culminou com a Cruz de Cristo. A memória do primeiro mártir é, portanto, de imediato, para dissolver uma imagem falsa imagem de conto de fadas Natal e mole de que no Evangelho não existe! A liturgia nos traz de volta ao verdadeiro significado da Encarnação, que liga Belém ao Calvário e lembrando-nos que a salvação divina envolve a luta contra o pecado, ele passa pela porta estreita da Cruz. Este é o caminho que Jesus deixou bem claro aos seus discípulos, como evidenciado pelo Evangelho de hoje: "E sereis odiados de todos por causa do meu nome. Mas aquele que perseverar até o fim será salvo "( Mt 10:22).

Então, hoje nós rezamos especialmente para os cristãos que são discriminados por causa do testemunho de Cristo e do Evangelho. Estamos próximos a esses irmãos e irmãs que, como Santo Estêvão, são injustamente acusados ​​e vítimas de violência de vários tipos. Estou certo de que, infelizmente, são mais numerosos hoje do que nos primeiros dias da Igreja. Há tantos! Isso acontece especialmente onde a liberdade religiosa ainda não é garantido ou não plenamente realizados. Mas isso acontece mesmo nos países e áreas que o papel que protegem a liberdade e os direitos humanos, mas onde, de fato, os crentes e especialmente os cristãos, conhecer as limitações e discriminação. Eu gostaria de pedir-lhe para orar por estes irmãos e irmãs por um momento em silêncio [...] E eu confio a Nossa Senhora

(Ave Maria ...).

Para os cristãos, isso não é surpreendente, porque Jesus predisse isso como uma oportunidade para testemunhar. No entanto, nas áreas cível, a injustiça deve ser denunciado e eliminados.

Maria, Rainha dos Mártires ajudar-nos a experimentar o Natal com ardor de fé e amor que brilha em Santo Estêvão e todos os mártires da Igreja.

Depois do Angelus

Saudações famílias, grupos religiosos, associações e crentes de Roma, na Itália e em todo o mundo. A visita destes dias no berço para ver Maria e José com o Menino, vai despertar em todos nós um compromisso generoso de amor uns pelos outros, para que no seio das famílias e das comunidades em que vivemos um clima de compreensão e fraternidade que é tão benéfico o bem comum.  

Feliz Natal e um bom almoço! Adeus!


"Deus vos abençoe!!!"
Fundador Gleydson do Blog Verbo Pai
Verbo Pai

Verbo Pai

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.