News Noticias
recent

"Cumpriu-se hoje esta passagem da Escritura"


Conscientes da importância do Dia, que nos une aos sacerdotes de todo o mundo, do globo terrestre inteiro. Neste mesmo dia — na Quinta-feira Santa — tal como nós, reúnem-se em torno dos seus Bispos em todo mundo as comunidades sacerdotais, os presbíteros de todas as Igrejas, para anunciar — celebrando juntos a Eucaristia — o que também nós, hoje, desejamos anunciar. E anunciamo-lo não só com as palavras, mas também com todo o nosso ser — porque por graça de Deus somos sacerdotes de Cristo com todo o nosso ser. E anunciamo-lo com a liturgia — esta liturgia única e insólita da Quinta-Feira Santa — que acolhe em si o nosso ser humano e sacerdotal para proclamar, mediante ele, os imperscrutáveis mistérios de Deus. A Quinta-Feira Santa é antes de mais o dia de Jesus Cristo. É o primeiro daqueles seus três Dias santos: Triduum Sacrum. (Homilia do Papa João Paulo II Missa do Santo Crisma 1980)

Todos estes dias constituem, em certo sentido, um conjunto indivisível — são, por assim dizer, o dia da nossa Redenção, o dia da Páscoa, isto é, da Passagem. E com grande alegria que a igreja celebra a renovação dos fotos que assim foi proferido no inicio da caminha sacerdotal. Neste dia, a Igreja nos faz reviver a Grande Ceia, durante a qual o Divino Mestre lavou os pés de seus discípulos e instituiu o Sacramento da Eucaristia. Lembra-nos também a traição de Judas, o discípulo que ousou participar da mesa do Senhor e sair depois para entregar o seu Mestre.

Este celebração da Missa do Crisma situa-nos no âmago e no aniversário da instituição do Sacerdócio ministerial e da Eucaristia. E é neste sentido que o Santo Padre, na Carta dirigida aos Sacerdotes para esta Quinta-Feira Santa de 1998, escreve: "Um estreito vínculo une o nosso Sacerdócio ao Espírito Santo e à sua missão. No dia da Ordenação presbiteral, por uma singular efusão do Paráclito, o Ressuscitado renovou em cada um de nós aquilo que efectuou nos seus discípulos ao anoitecer do dia de Páscoa, constituindo-nos continuadores da sua missão no mundo (cf. Jo. 20, 21-23).


Este Dom do Espírito, com a sua misteriosa força santificadora, é fonte e raiz da tarefa singular de evangelização e santificação que nos foi confiada". E continua: "Porventura existe para nós, Sacerdotes, um momento mais oportuno e sugestivo do que este para contemplar a obra do Espírito Santo em nós, e implorar os seus dons para nos conformarmos sempre mais a Cristo, Sacerdote da Nova Aliança? " . Amai o povo, entregar à vida sem reserva a serviço do povo, fazer crescer o gosto pela leitura da Palavra de Deus, ajudando o povo a escutar e a entender."

Os sacerdotes são ungidos com o Dom da Espiritualidade para o anúncio do Evangelho e a Homilia é um momento privilegiado no anúncio da palavra. Não somente ungidos mais também de autoridade para com os irmãos. E o crisma que e renovado e os votos de castidade, obediência e pobreza assim como um servo fiel e grato a Deus. "De geração em geração anunciarei a sua verdade" (Antífona para a Comunhão). Cada vez que na assembleia litúrgica se celebra o sacrifício eucarístico, renova-se a "verdade" da morte e ressurreição de Cristo. É o que faremos com particular emoção neste dia, revivendo a Última Ceia do Senhor(...).(papa João Paulo II)

A Virgem Maria, mulher "eucarística", que trouxe no seu seio o Verbo encarnado e fez de si uma oferta incessante ao Senhor, nos conduza a todos a uma compreensão cada vez mais profunda do imenso dom e mistério que é o Sacerdócio. E torne-nos dignos do seu Filho Jesus, sumo e eterno Sacerdote. Amém! (papa João Paulo II)

Deus abençoe você!!!
Fundador Gleydson do Blog Verbo Pai
Verbo Pai

Verbo Pai

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.